Final de Outono :: Late Autumn

No Instagram vejo fotografias de portugueses na praia — aqui o vento arranca as folhas das árvores. Gosto imenso do Outono mas, desde que me mudei para o hemisfério sul, não consigo gozá-lo da mesma maneira. Há mais de um ano que sinto que me roubaram as estações do ano… é estranhíssimo. Sei que nos devemos concentrar no presente e tirar o maior partido do sítio onde vivemos — no outro dia li uma expressão de que gostei muito: “floresce no lugar onde estás plantado” — mas a verdade é que as minhas raízes continuam na Europa e, como tal, é inevitável sentir esta desconexão a toda a hora.  Já devem ter reparado que o conteúdo do blog está cada vez menos sazonal… é que não tem muita graça fazer marmelada em Março, e bolo de maçã em Maio, e falar em framboesas em Dezembro, quando a maior parte do meu público vive no hemisfério norte. Sim, o blog é meu, mas também o escrevo para vocês.
Há muito tempo que tinha vontade de escrever sobre isto (a vontade tende a ser mais aguda pela altura do Natal) mas não quero que soe a lamento… é mais um desajuste, fruto desta era da internet. Dou por mim a não saber em que mês me encontro, às vezes é de loucos! São anos e anos de referências que agora são vistas através de um espelho. Enfim, tudo leva o seu tempo. 
On Instagram I see pictures of Portuguese people on the beach — here the wind sweeps away the leaves from the trees. I still love autumn but ever since I’ve moved to the Southern hemisphere, I’m somehow unable to enjoy it in the same way as I used to. For more than a year I’ve felt that the seasons have been stolen from me… it’s such a strange sensation. I know one should concentrate in the present moment and try to make the most of the place where one lives — I’ve recently read a lovely quote: “bloom where you’re planted” — but the truth is, my roots are still firmly stuck in Europe and so I feel this disconnection all the time. I’m sure you’ve noticed that the blog is becoming less and less season-centered… it’s just not as pleasurable for me to make quince paste in March, bake apple cake in May and talk about raspberries in December when the majority of my audience lives in the Northern hemisphere. Yes, it’s my blog, but I also write it for you.

I’ve been wanting to write about this for ages (around Christmas time the feeling tends to be even more acute) but I don’t want it to sound like a lamentation… it’s more of a misfit, a product of this internet age. Sometimes I don’t even know which month it is, isn’t that crazy? I guess it’s just years and years of references which I now must interpret through a mirror. Well, everything just takes time.

(photos© Constança Cabral)

26 thoughts on “Final de Outono :: Late Autumn

  1. Manuela says:

    Concha,
    Entendo (e vivo) perfeitamente o que relata. Há quase quatro anos que vivo no Brasil e nunca sei a quantas ando. Com a agravante que aqui o outono / inverno são muito suaves e há sempre árvores carregadas de flores (parece primavera). É estranho e difícil de explicar a quem não passa por esta experiência
    Bjnhos,
    Manuela

    Like

  2. Isa says:

    Olá Constança! Acima de tudo quero dizer-lhe que admiro a sua coragem e a sua capacidade de criar novos lares para a sua família em diferentes parte do mundo, pois tanto Inglaterra como a Nova Zelândia não devem ser países de fácil adaptação para portugueses. Admiro-a imenso por essa sua coragem! Não invalide os seus sentimentos, mesmo que seja um lamento, que seja! É o que sente! Estranho seria não estar saudosista deste nosso cantinho à beira mar! Será sempre portuguesa no seu coração! Bem haja por (continuar)a partilhar as suas histórias. Um beijinho.

    Like

  3. lansucci says:

    É verdade, Constança. Concordo com a Isa. creio que você deve externar teus sentimentos, afinal, você é tão humana quanto todas as que te leem. Assim fica mais verdadeiro todo texto que você posta e nos faz sentir confortável em saber que ao redor do mundo há mulheres que têm saudade, medos, dificuldades, estranhezas, coragem, alegria, amor e garra. Obrigada por compartilhar sempre conosco tantas coisas e ideias lindas e úteis. Parabéns pela perseverança, sobretudo nesta fase em que há a necessidade de dividir-se entre o marido, o filho, “a barriga”, a casa, além de você mesmo. Desejo-te muita saúde e que tua vida seja cheia de muitos motivos para ser grata a Deus. Que Ele te abençoe pra que você nunca sinta-se sozinha. Bjo com carinho.
    Lan

    Like

  4. Melbourne Girl says:

    Not only readers in Europe. I'm in Australia and love catching up with what you're doing and making. Don't worry about the seasons being all different. Spare a thought for me in Melbourne, which has the reputation of having all four seasons in one day!
    Lesley
    xx

    Like

  5. Sandra Ferreira says:

    Percebo-te perfeitamente, porque vivo há 7 anos em Angola. E aqui só há 2 estações: o verão, de calor húmido insuportável e chuva e o cacimbo, de temperatura amena mas muito cinzento. É estranho… mas eu sou uma miúda de calor e só de pensar em ir a PT no inverno e ter de calçar umas botas…ahhhhh

    Like

  6. Ligia Seabra says:

    Não será fácil a adaptação Concha, mas admiro imenso a tua coragem e determinação. Penso que em certas ocasiões as saudades serão muitas, pois já vivi noutro País e sei bem o que se sente. Não será um lamento, mas o exteriorizar um sentimento que faz parte de toda uma adaptação. Sejam felizes, com saúde e tudo de bom, é o que desejo. 🙂

    Like

  7. Inês says:

    Deve ser mesmo estranho… mas deve ser um país lindo!!
    E a essência continuará sempre igual, pelo menos ao ver esses adoráveis arranjos outunais.
    Bj

    Like

  8. Lúcia says:

    Olá Constança, imagino que seja um desafio difícil, mas, nós gostamos de a ler em qualquer altura. Ao escrever numa estação diferente da nossa também está, mais uma vez, a partilhar e isso é sempre bom 😉
    Felicidades para todos e obrigada!

    Like

  9. Lorenza says:

    En effet, votre billet un peu mélancolique est très compréhensible. Ce doit être vraiment bizarre de se sentir si loin de ses proches et presque à l'envers… Votre vie de famille doit être très prenante mais justement, je comprends très bien votre vague à l'âme, quand on ne trouve plus ses repères pour reprendre son souffle. Tenez bon, consacrez autant de temps que possible au travail manuel qui fait tant de bien, un jour, vous ne vous apercevrez même plus que oui, les franboises arrivent en novembre… Vos feuilles d'automne sont superbes!

    Like

  10. Katie C. says:

    I can only imagine how difficult that must be. You have my sympathies. I don't think you can ever really get used to experiencing seasons in the “wrong” months. The time and year and corresponding types of weather/temperatures are so ingrained in us from the time we are young. I will say, I have been jealous of the Autumn you have been experiencing lately. It's my favorite time of year- I basically live for Autumn and just endure the rest of the seasons. Where I live (in Alabama), Autumn and Spring are very short seasons- maybe 2 months at most each, if that. So I really enjoy seeing your pictures of the different seasons. I can live vicariously through them while I am stuck in the midst of summer here. 🙂

    Like

  11. Rita says:

    Olá Constança! Não te preocupes em estar desfasada dos teus leitores! Eu estou a gostar imenso de, através de ti e da tua família, conhecer um país e um hemisfério diferente!E também tenho uma pontinha de inveja pois adoro o outono e detesto calor!
    Não interessa onde estás! É um gosto ler-te, sempre.
    Beijinhos portugueses!

    Like

  12. Olga says:

    A saudade – palavra tão portuguesa – faz parte da nossa essência. Mas a força, perseverança e coragem também. Por isso, tudo de bom e muitos sorrisos, porque apesar de longe, há sempre um bocadinho da Europa a chegar aí através de todos os leitores do blog. 🙂

    Olga

    Like

  13. Quinn says:

    Well, I am in the Northern hemisphere, and part of what I enjoy most about blogs and blogging is that NOT everyone is in the same time zone or season as me! I love seeing people harvesting gardens while I am in the frigid grip of Winter, and now that I am planting and seeing seeds come up, I enjoy watching my blog-friends in New Zealand and Australia and elsewhere getting ready to tuck in for another Winter. It's magical, the way this World goes 'round!

    Like

  14. Beth in Maryland says:

    I can certainly understand your feelings! But for knitters in the Northern Hemisphere who read your blog, it's great – we get to experience autumn a second time with you! Knitters are always nostalgic for fall, you know.

    Like

  15. Anonymous says:

    Um texto delicioso! Quer a marmelada seja feita em março, quer as framboesas sejam colhidas em dezembro, o seu blog é sempre inspirador. Um beijinho do lado de cá. Sandra Alves, Penacova

    Like

  16. Anonymous says:

    You are doing so well. Being in another country &being pregnant& having a little one to care for is A LOT. Tanks a lot for your inspiring blog, Heleen

    Like

  17. Adriana Milagres says:

    Oi Constança sei que vc tem uma grande ligação as suas raízes mais se serve de consolo sou uma Brasileira que gosta muito de vc e do seu blog, aqui no Brasil por ser tbm hemisfério Sul estamos no fim do outono também e eu estou gostando ver seus posts pois agora estão mais a ver com a estação do ano em qestou vivendo,amo tudo q vc escreve gosto muito das suas fotos e também aguardo ansiosa para ver o próximo assunto que vc irá escrever .Então fique com Deus e até mais .Ah ,manda um bjinho para o Rodrigo e para o bebe.

    Like

  18. Lucille says:

    I would feel exactly the same. Like an extreme form of jet lag. But it is lovely to see your seasonal bottles up on a mantelpiece again. I have missed those.

    Like

  19. Naná says:

    Creio que é um desajuste perfeitamente natural e esse desabafo é mais que justificado. Afinal de contas o nosso relógio biológico está de alguma forma formatado desde que nascemos e consoante o lugar onde nascemos e crescemos.

    No entanto, acho que não me importava nada de ler sobre fambroesas em Dezembro ou bolo de maçã em Maio 🙂

    Like

  20. Monica says:

    I have been missing your seasonal posts A LOT! I am never tired of them, wherever you may live!
    Hope you will find peace of mind + heart first and foremost, and then enjoy the seasons again. There's so much beauty and joy in that.
    Big hugs,
    xoxo

    Like

  21. Fabiano Mayrink says:

    Acredito que você tenha muitos leitores no Brasil, poste sim as estações do ano mesmo “trocadas”, aqui sempre foi assim… mas eu as vezes apesar de nunca ter ido no hemisfério norte, sinto-me desconectado das estações como você, no Sul do Brasil é considerado temperado, mas aqui no sudeste não é, eu me sinto muito desconectado principalmente no natal, época que faz 40°C!

    Like

  22. Anonymous says:

    Constance,

    Imagina que no Brasil, bem como alguns outros países não há uma estação definida como ocorre ns Europa e no país dos americanos do norte. Vivemos no Brasil, muitas vezes, com uma estação sobrepondo a outra. Chega a ser engraçado, quando não é trágico. Então, fico imaginando a sua agonia. Mas sabe o que acho mais? Vc está gravidíssima e muito sensível. Talvez toda essa mudança tenha se apresentado mais acentuadamente neste período por conta desse maravilhoso estado em que se encontra.Então, curta porque, com certeza, neste seu sítio há outras coisas maravilhosas a serem apreciadas. Beijos no coração!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s