Hapa-Zome

Desde que vi a Alys Fowler a experimentar a técnica do hapa-zome – extracção da tinta das folhas e pétalas de flores através do uso de um maço ou martelo – que fiquei cheia de vontade de experimentá-la. Mas foi o avental da Karyn que me fez atacar o jardim e desatar a martelar. Comecei por estampar as folhas das amoras silvestres para usar nos frascos de geleia e, quando dei por mim, tinha tingido bastantes quadrados de tecido. Ainda bem que já não vivo num apartamento… o barulho foi ensurdecedor.
Ever since I watched Alys Fowler trying her hand at hapa-zome – a bashing technique used to extract natural dyes from leaves and petals – that I’ve been wanting to make this. But it was Karyn’s apron that really made me raid my garden and get hammering. I started by printing the leaves of wild blackberries to use on my jelly jars and before I knew it I had printed several fabric squares. I’m glad I’m not living in a flat anymore… this experience proved to be a very loud one.

(images: Constança Cabral)

32 thoughts on “Hapa-Zome

  1. Romy says:

    Olá Concha,

    Não conhecia essa técnica e achei muito engraçada, agora só uma pergunta, se lavarmos o tecido a impressão desaparece?

    Vou experimentar para enfeitar os meus frascos de doce.

    🙂

    Like

  2. hpc says:

    Fantástico, Constança!
    Acho essa técnica divertidíssima. Só é pena não poder experimentá-la porque os problemas com os meus vizinhos passariam de grandes a enormes.
    se calhar só mesmo indo aí martelar. 🙂
    Beijinhos.

    Like

  3. M says:

    Olá Constança!
    Já tenho feito várias experiências com tinta e tecido e a próxima acho que vai ser esta…
    Uma dúvida: as folhas e as flores levam algum produto antes de martelar?
    Já experimentaste lavar depois?
    Bjs e Parabéns.
    Marta

    Like

  4. lansucci says:

    Não é necessário arrancar flores para fazer isso,pessoal. Basta colher as que caem.E quanto às folhas, aproveitar para fazer isso quando podar as plantas e/ou árvores. Concha, tem que ser tecido de algodão puro, sim?
    Ficou tudo muito “legal”.
    Hoje assistindo a um programa sobre a nossa língua portuguesa(sou brasileira), ouvi alguém dizendo uma gíria para uma coisa muito boa/interessante, ele disse: BESTIAL. Posso usar esta palavra para elogiar teus trabalhos, ou não cabe neste caso?
    Obrigadinha por compartilhar uma técnica tão inusitada.Bjinho

    Like

  5. EmMuldoon says:

    hi! it's emily from Birmingham!
    oh my! that is the coolest. will have to try!! love your autumn fabric choices too. think i will have to make a fall quilt this year. 🙂 thanks for your inspiration! now wishing i lived in the country….

    Like

  6. flores umbelina says:

    Olá Concha, sou apaixonada peloseu Blog, desde que descobri “Saidos da Concha ” na BURDA de Abril que ando sempre a visitar a sua página. Adoro tudo o que lá veijo. Nasci em Moçambique e acredite que tudo me faz lembrar aminha terra, que tudo era natureza.Escolheu uma vida maravilhosa.Continue, que Deus a ajude e proteja, para eu poder continuar a ver a sua página.Vou tentar experimentar a técnica se não conseguir pergunto. Beijos Flores Umbelina
    o meu mail é: flores_umbelina@hotmail.com

    Like

  7. Anonymous says:

    wondering if you have to set the color at all…or if you have had any problems with the colors bleeding…have you tried this on any clothing…love it…

    Like

  8. tenun jepara says:
  9. Syaiful wisata says:

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s